CLUBE DE ASTRONOMIA DE FORTALEZA

  • E-mail para contato:(casf.fortaleza@gmail.com)

terça-feira, 22 de agosto de 2017

FOTOS DO ECLIPSE PARCIAL DO SOL TIRADAS PELO GRUPO DO CASF

O eclipse parcial do sol gerou um belo espetáculo na tarde de ontem em Fortaleza e em várias cidades do Norte e Nordeste do país.Em Fortaleza, com foi divulgado aqui no blog, os membros do CASF(Clube de Astronomia de Fortaleza) registraram o fenômeno em vários pontos da cidade.No colégio militar do corpo de bombeiros, o membro João Romário promoveu uma observação pública em que participaram várias pessoas.O sol praticamente foi se pondo eclipsado e a medida em que ele descia no horizonte, foi promovendo um espetáculo belíssimo para registro de vários populares, confiram aqui algumas fotos de ontem tiradas pelos membros.

A imagem pode conter: oceano, céu, atividades ao ar livre, água e natureza
Foto tirada ma beira mar pelo astronomo amador Paulo Regis Bernardo da Rocha.



A imagem pode conter: céu, noite, crepúsculo e atividades ao ar livre
Foto tirada pelo professor George Yure de Andrade Castro no edifício Luiz Aguiar do Vale no centro de Fortaleza.

A imagem pode conter: céu, crepúsculo e atividades ao ar livre
Registro do professor da UFC(Universidade Federal do Ceará)Arnoldo Nunes da sacada do seu condomínio.

A imagem pode conter: noite

Foto do membro João Romário no Colégio do Corpo de Bombeiros


A imagem pode conter: noite e céu
Foto tirada pelo professor Heliomarzio Rodrigues Moreira na Seara da Ciência.

O próximo eclipse do tipo só será visto novamente em 2023, então quem não pode ver ontem, infelizmente terá que esperar um próximo com as mesmas características por pelo menos seis anis infelizmente.Bom, pelo menos dá para apreciar as fotos.

domingo, 6 de agosto de 2017

EQUIPES DO CASF SE PREPARAM PARA REGISTRAR O MAIOR ECLIPSE SOLAR DA HISTÓRIA


Image result for eclipse solar simulação
                                     
Na tarde do dia 21 de agosto, os cearenses poderão apreciar um belo espetáculo no céu pois estará ocorrendo um eclipse solar. Nos países do hemisfério norte como os Estados Unidos, o público poderá acompanhar o eclipse em sua totalidade, enquanto no Ceará, e outras regiões do Brasil ele será visto parcialmente.


                            Foto de eclipse solar

Esse eclipse é importante para ser registrado porque será um dos eclipses de melhor visibilidade no Nordeste e Norte do Brasil. Outro eclipse semelhante e com boa visibilidade aqui na região, pode demorar para acontecer novamente. Os astrônomos do CASF(Clube de Astronomia de Fortaleza) e demais estudiosos do assunto estão se preparando para registrar o evento de diversas partes do Ceará.
Aconselhamos também ao público curioso que quiser ver o fenômeno a não observa-lo diretamente a olho nu nem com telescópios e binóculo sobre o risco de ter sua visão afetada e provocar até cegueira. Se for possível, use filtros solares ou óculos especiais com filtros para justamente observar esse fenômeno.

Na capital, Fortaleza, o eclipse será visto de forma parcial e começará por volta das 16h20min ou 16:30min e atingirá o máximo de sua parcialidade por volta das 17h:30min.
Esse eclipse está sendo considerado o “maior eclipse solar da história” no hemisfério norte porque terá uma duração bem alongada de 3 min a sua totalidade.
O eclipse solar ocorre quando a Lua fica situada entre a Terra e o Sol, ocultando a luz do sol de forma total ou parcial. Para ocorrer esse fenômeno, os astros precisam estar bem alinhados.
Boas observações a todos.
Como será visível o eclipse no mundo:

https://www.youtube.com/watch?time_continue=9&v=wckrwcFTlxY


Outras fontes:
http://atravesdoceu.blogspot.com.br/2012/01/
http://astro.ufes.br/eclipse-solar-carnaval2017


sábado, 22 de julho de 2017

PALESTRA COM OBSERVAÇÃO TELESCÓPICA NO BAIRRO BARROSO

O CASF como entidade que visa a divulgação da astronomia vem a público comunicar a palestra com observação pública do  professor George Yure de Andrade Castro no bairro Barroso em Fortaleza.A palestra visa além de ajudar na divulgação da biblioteca pública comunitária, mostrar para o público interessado as curiosidades que podem ser vistas no céu a olho nu e com aparelhos telescópicos.Visa também mostrar a importância de ter um pouco desses conhecimentos e outras curiosidades. Vale a pena conferir. 

domingo, 9 de julho de 2017

Selenografia: O que podemos ver de interessante na Lua.





Afinal, o que é selenografia?Selenografia no conceito formal diz que é a ciência que estuda a superfície da lua, ou seja, é a mesma coisa que estudar a geografia lunar.Com a tecnologia tendo avançado muito dos anos 50 para cá e com as viagens das missões APOLO que foram a lua, além das várias missões e sondas que pousaram no nosso satélite,os conhecimentos que adquirimos desde então fizeram com que obtivéssemos uma boa gama de informações a respeito desse corpo celeste vizinho a terra.Comprovamos a sua influência na terra com o movimento das mares e até mesmo com relação a velocidade de rotação de nosso planeta. Sabendo disso, algumas pessoas se perguntam hoje:"O que vemos de tão interessante na lua hoje já que temos tanto conhecimento sobre ela"?
Os astronomos amadores e profissionais ainda a observam, filma e fotografam para principalmente registrar alguns fenômenos que ocorrem lá como os chamados TLPs.(fenômenos transitórios lunares) que segundo alguns cientistas são mudanças de brilho em certas regiões da lua que ocorrem as vezes em curto espaço de tempo, e que variam de segundos a minutos.Esse fenômeno ainda está tendo certo estudo porque ainda não existe uma comprovação de sua causa na superfície lunar. Existe a possibilidade de serem gases que escapam de fissuras na superfície, porém ainda não existe uma certeza.
O que podemos observar em sua superfície??
Podemos observar tanto as crateras que possuem vários nomes como os ditos "mares" que na verdade são vales profundos da lua que muita gente associa ao São Jorge e o Dragão, a um coelho ou até a imagem do Mikey Mouse.
Vejam no mapa abaixo a infinidade de aspectos geológicos podemos ver em sua superfície.


Image result for mapa lunar

Fonte: www.astroyciencia.com

Com um binóculo podemos ver várias crateras, principalmente uma das maiores que resultou de um impacto de asteroide, a conhecida cratera Tycho.


Com telescópios, podemos ver ainda mais detalhes da superfície lunar com várias crateras de impacto.Fazendo uma filmagem com câmeras, é possível até fazer uma bela viagem pela superfície lunar, com se estivéssemos em uma nave viajando próximo dela.


Tendo um bom telescópio e uma carta lunar, é até possível procurar os pontos onde as naves APOLO americanas pousaram com suas missões nos anos 60 e 70, desde a APOLO 11 a última que foi a 17.

 Related image
Fonte: www.cheapastro.com

Boas observações pessoal.



Outras fontes: http://spacetoday.com.br/os-fenomenos-transitorios-lunares-tlps/

domingo, 11 de junho de 2017

ASTRONOMIA, UMA CIÊNCIA QUE TEM QUE VOLTAR A INSPIRAR.



Na minha experiência com astronomia, a qual  me apaixonei desde minha infância, vejo que hoje, infelizmente, falta ainda muito para a mesma chegar ao grande público. Falta muito para que a mesma venha a inspirar os jovens, a fazer com que os mesmo sonhem, com que os mesmos através dela, despertem sua vocação para essa área ou para outras áreas. Infelizmente, a burocracia, os burocratas e as pessoas que não dão importância a educação como deveria ser, vem desestimulando a muitos, é uma pena. Vejo os astrônomos amadores e os profissionais da educação como grande heróis nesse país. Nós educadores, somos como peixes que tentam nadar contra as correntezas para que as futuras gerações existam, é uma comparação simplória claro, mas, tem certa similaridade com nossa realidade atual. No momento em que as olimpíadas de astronomia e astronáutica recebem menos atenção que uma OBMEP, olimpíada de matemática, claro, não desmerecendo essa disciplina nem seus profissionais, nós astrônomos vemos com muita tristeza a maneira como vem sendo conduzida isso nas escolas. Também acho que as outras olimpíadas como as de história e outras ciências, poderiam ser melhor vistas pelo poder público, pois são igualmente importantes. Falo da astronomia, não só porque sou astrônomo amador, mas porque conheço seu poder vocacional. 


Quem dera um dia os municípios, estados, secretarias de educação promovessem em seus municípios e estados, um dia de olimpíada de foguetes municipais e estaduais? Fica a dica para os mesmos. Se vissem o quanto os alunos se esforçam para fazer as plataformas e os foguetes e a festa que fazem quando os mesmo disparam alto no céu, talvez tivéssemos mais incentivos. Se soubessem o quanto é gratificante ver o brilho dos olhos de um estudante quando eles veem que os planetas são realmente iguais nas lentes dos telescópios e lunetas, aos que eles vêem nos livros, talvez  pudéssemos melhorar a educação com inspiração, e é isso que está faltando na nossa educação, além da valorização do magistério e estruturas. Peço humildemente a todos nós, que façamos um pacto pela educação e pela inspiração da mesma.


Vale ressaltar que a astronomia é a mãe de todas as ciências e desde os primórdios da humanidade, vem inspirando cientistas de diversas áreas do conhecimento a mudar a trajetória da humanidade. Se hoje temos toda a tecnologia disponível, foi por causa do sonho da humanidade em chegar as estrelas, foi por causa do sonho de jovens cientistas que quiseram entender a mecânica celeste e de alguma forma, implantar algo semelhante na terra. As paixões mais avassaladoras vieram de casais enamorados ao ver o nosso satélite natural brilhar no céu a noite, como o sonho de uma sociedade mais justa, a luta por novos ideais e a busca por novas tecnologias  e a poesia dos poetas vieram também do pensamento e da contemplação de pessoas que já observaram o céu estrelado a noite e se maravilharam ao ver esse firmamento em um lugar longe da poluição luminosa. Humanidade, por favor, volte a se inspirar, volte a olhar para os céus, volte a sonhar.


 Por :George Yure, professor e astrônomo amador fundador do CASF(Clube de           Astronomia de Fortaleza) e representante da LINNEA(Liga Norte Nordestina de       Astronomia).

terça-feira, 23 de maio de 2017

10 ANOS DE CASF

Hoje, o CASF(Clube de Astronomia de Fortaleza),completa seus 10 anos de existência. Fundado em 23 de maio 2007, a associação surgiu destinada ao estudo e divulgação da astronomia e ciências afins. Com influência da antiga SBAA(Sociedade Brasileira dos Amigos da Astronomia), do Professor Rubens de Azevedo,Claudio Pamplona e os demais astronomos amadores de renome, a agremiação surgiu com o propósito de dar continuidade a essa bela história que começou com Camille Famarion no século XIX."A popularização e estudo da astronomia"
A história começou exatamente, em 4 de dezembro de 2006, quando o estudante e professor George Yure de Andrade Castro,teve a ideia de criar uma comunidade no orkut intitulada:"Comunidade de Astronomia de Fortaleza", pensando na possibilidade de quem sabe, com essa comunidade formar um grupo de estudos de astronomia.




A imagem pode conter: 1 pessoa

                                                   Comunidade que surgiu no extinto orkut.

Ao mesmo tempo, no Colégio Cristhus o estudante Leandro Silva, o diretor do observatório do Cristhus Dennis Weaver e o ex-diretor do Museu do Eclipse de Sobral Saulo Machado Filho, se reuniam no Cristhus com as mesmas intenções.

A primeira idéia de tentar uma reunião partiu de um anônimo na comunidade no dia 8 de dezembro de 2006, quando boa parte dos membros que entraram na comunidade naquele ano decidiram se encontrar no dia 26 de janeiro de 2007 em frente ao planetário do Dragão do Mar no projeto: "Noite das Estrelas".



Depois dessa data, passou um certo tempo até que novamente tivessemos outra oportunidade de nova reunião, que só veio acontecer quando o Prof.Dennis Weaver resolveu nos convidar para  nos reunirmos no Colégio Cristhus da Aldeota através da comunidade do orkut em 06 de maio de 2007. Foi então que na noite  do ano 2007 com a reunião de 10 membros às 18:30h  em que participaram os membros fundadores: Dennis Weaver, Saulo Machado,Arnoldo Nunes,Paulo Régis B. da Rocha,Leandro Silva,George Yure de A. Castro,Bill Bastos ,Daniel Marlon, Iza Freitas e Marcos, foi decidida a criação do CASF, com o propósito de divulgar a astronomia em nosso estado utilizando sua multidisciplinaridade científica e educacional para o público geral de maneira a ajudar de forma lúdica na difusão da ciência em nosso estado.

O CASF foi uma instituição que surgiu com todas os problemas de qualquer outra instituição, mas mesmo sem recursos financeiros,(inclusive até os dias de hoje), todos se engajaram em fazer com que ele exista e atue na divulgação da astronomia, como faziam antes o professor Rubens de Azevedo e seus amigos da SBAA(Sociedade Brasileira dos Amigos da Astronomia) embora no momento, estamos meio restritos por questões de tempo.



ALGUNS EVENTOS IMPORTANTES QUE O CASF PARTICIPOU E REALIZOU:

-15 de novembro de 2007
Participação da feira de ciências escola Ubiratan Diniz de Aguiar em São Luiz do Curu-Ce.

-7 de dezembro 2007
Participação na Feira Cultural e Científica promovida pela Escola de Ensino Médio José Pinto Brandão em Umirim-Ce.

-5 de Abril de 2008
Participação no projeto Percursos Urbanos , promovido pela Ong Mediação de Saberes e BNB(Banco do Nordeste do Brasil)
Tema:”Na Trilha das Estrelas"

-27,28 e 29 de maio de 2008
Participação na semana cultural promovida pelo PNV(Projeto Novo Vestibular) no Centro de Humanidades II - PNV (Av. da Universidade, 2762 - Benfica)com palestra proferida pelo atual diretor do museu do Eclipse Emerson Ferreira de Almeida no Auditório do Bloco onde funciona o curso de história e a pós- graduação da faculdade de economia e o tema foi sobre o Eclipse de Sobral em 1919.Já o presidente do CASF o prof. Dennis Weaver proferiu palestra sobre o Sistema Solar

-1 e 2 de agosto de 2008
Observações públicas e pesquisas astronômicas realizadas na Escola de Ensino Fundamental e Médio Sabino Luís Nunes da Silva em São Luiz do Curu-Ce, tendo sido observado nesse período o cometa Holmes

O CASF no Ano Internacional da Astronomia.

-27 de fevereiro de 2009
O CASF novamente vai a São Luiz do Curu-Ce, realizar palestra de divulgação do Ano Internacional da Astronomia na Escola de Ensino Fundamental e Médio Sabino Luís Nunes da Silva.No caminho de volta na estrada no município de Croatá-Ce ,os membros conseguem visualizar e fotografar o cometa Lulin.

-3 de Abril de 2009
Apresentação do evento:”A 67 vaiaram o sol na praça do Ferreira agora vamos ver e Aplaudir a Lua”, em que foram disposto na praça do Ferreira no centro da cidade de Fortaleza-Ce Telescópios, binóculos e um telão em que as imagens da lua foram transmitidas ao vivo par mais de 300 pessoas que passavam pelo local.

Além desses eventos e Palestras públicas que o CASF promoveu no auditório arena do Colégio Christus e no auditório do Colégio do 7 de Setembro, ainda desenvolveu alguns outros projetos culturais de 2007 para cá. Por exemplo, em 2007 e 2008 no observatório do Christus cujo diretor é o nosso atual presidente Dennis Weaver foram desenvolvidas observações públicas gratuita orientadas pelo pessoal do CASF no projeto”QUARTA CELESTE” que vigorou no Christus até final de 2008.

-Ajudou na criação do CVJA(Clube Vale Jaguaribano de Astronomia) e participaram do evento de inauguração do observatório “Sírius” em Limoeiro do Norte;

-Auxilia e mantém intercambio com o CAB(Clube de Astronomia de Baturité);

-Mantém intercambio com várias outras instituições do Brasil e do Nordeste sendo membro da LINEA(Liga Nordestina de Astronomia).

Outro projeto interessante de divulgação da astronomia que o CASF realiza para as camadas populares é o “PROJETO COMETA”, que tem como objetivo a divulgação da astronomia através da “multidisciplinaridade” para os alunos das escolas públicas de maneira gratuita e com a intenção de despertar nos alunos o gosto pela pesquisa e pelos estudos das várias ciências.


                                                      Logomarca do Projeto Cometa

Em 14 de setembro a 30 de novembro de 2007 ele foi desenvolvido na escola de Ensino Fundamental e Meio Antonio Sales.
                           


E no período de 27 de Agosto a 22 de Novembro de 2008. No CEJA(Centro de Educação de Jovens e Adultos do bairro José Walter).
                              

Mais fotos e detalhes das atividades que realizamos no IYA 2009" ANO INTERNACIONAL DA ASTRONOMIA", como o Sobral Meeating, observações na praça do Ferreira, Noites Galileanas, observações no Lago Jacarey, e agora em 2010 com a participação de observações científicas como a ocultação de uma estrela na constelação de Gêmeos pelo planetóide Varuna com a presença de membros do observatório de Paris, observatório nacional, do CEAMIG(Associação astronomica lá de Minas Gerais) e a presença do astronomo americano Bruce Berger do (MIT)Instituto Tecnologico de Massachusett nos links abaixo:
Vejam no blog de eventos do CASF:

Enfim nesse ano em que o CASF completa 10 anos de existência, percebemos que ainda há muito para ser feito em termos de divulgação e ainda precisamos desenvolver uma estrutura cada vez mais sólida da instituição.Apesar de tudo, os resultados obtidos desde sua criação foram muito proveitosos.

A todos que fazem o CASF, um feliz aniversário e que nesse ano, a instituição possa voltar a se desenvolver cada vez mais e melhor, divulgando sempre essa maravilhosa ciência que é a mãe de todas as outras ciências “A ASTRONOMIA” .

PARABÉNS CASF








quinta-feira, 23 de março de 2017

Astronomos brasileiros descobrem novas chuvas de meteoros


Um grupo de astronomos brasileiros vinculados a rede brasileira de observação de meteoros (BRAMON), que fazem monitoramento do céu por câmeras, fez importante descoberta de duas novas chuvas de meteoros que foram registradas, estudadas e aceitas pela União Astronomica Internacional essa semana.
Segundo o astronomo amador Lauriston Trindade,um dos descobridores que também é colaborador do CASF e membro fundador do grupo de astronomia PERSEU, foi necessário para confirmação uma série de cálculos e análises de dados e documentos para confirmação a descoberta.
Com o feito, mais uma vez vemos a importância da astronomia amadora em pesquisas e descobertas, e o Ceará e o nordeste novamente se destacando nesse cenário.Parabéns aos grandes descobridores, e que novas descobertas venham a ser registradas brevemente.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Lauriston Trindade(foto acima), astronomo de Maranguape foi um dos descobridores das chuvas.

Outras fontes:
 http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/online/grupo-de-pesquisadores-brasileiros-incluindo-um-cearense-descobre-duas-novas-chuvas-de-meteoros-1.1724354

Cometa pode ser observado com binóculos em março e abril

Um cometa está visível na constelação da Ursa Maior com magnitude aparente em torno de +9, com tendência a se tornar ainda mais brilhante nos próximos dias.
Trata-se do cometa 41 P/Tuttle-Goacobini-Kresak, um cometa periódico que orbita o sol a cada 5,4 anos, descoberto em 1858. No final do mês de março ele atingirá o perigeu, seu ponto mais próximo da Terra, a 21,2 milhões de quilômetros. Essa distância é equivalente a 55 vezes a distância entre a Terra e a Lua.
Durante uma de suas aparições anteriores, em maio de 1973, este mesmo cometa apresentou um aumento brusco de brilho: sua magnitude saltou de +14 para +4, tornando-se assim facilmente visível a olho nu.



Foto do cometa 41 P/Tuttle-Goacobini-Kresak na madrugada do dia 17 de março de 2017, desde Ishikawa, Japão. Empilhamento de 46 fotografias de 30 segundos de exposição e ISO 12800. Câmera Canon EOS 6D. Crédito: Yasushi Aoshima.

Para localizar o cometa no céu, tente observar de um local aberto e afastado o máximo possível de fontes de poluição luminosa, como postes ou casas. No Ceará, o cometa pode ser encontrado baixo no céu, cerca de 25º acima do horizonte norte. Use como guia as estrelas da Ursa Maior, que aparentam formar uma grande "concha" (veja o mapa abaixo).



Mapa para localizar o cometa 41 P/Tuttle-Goacobini-Kresak. As marcas indicam a posição do astro à meia-noite de cada dia, no Tempo Universal Coordenado (21h na hora de Fortaleza). Na noite do dia 21 para o 22 de março a trajetória do astro o leva a passar bem próximo da galáxia M 108 e da nebulosa planetária M 97, formando assim um belo triângulo e uma boa oportunidade para astrofotografias.
O cometa tem aspecto difuso e é melhor visualizado em céus escuros, em torno das 22h, com telescópio e oculares de baixo ou médio aumento (por exemplo, oculares de distância focal de 30 e 13 mm, respectivamente) ou em fotografias de exposição de alguns segundos. Há previsões de aumento do brilho deste cometa para o final de março e começo de abril, quando então poderá ser melhor visto com binóculos 10x50 em um céu escuro, embora nessa época ele vai estar mais baixo no céu.

Por: Hilbernon Almeida F.(Presidente do CASF)