• E-mail para contato:(casf.fortaleza@gmail.com)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

UM INTELECTUAL PRECURSOR DO EINSTEIN NO CEARÁ


A imagem pode conter: árvore, céu e atividades ao ar livreA imagem pode conter: uma ou mais pessoas e fumando 

 (Nas fotos acima a a esquerda imagem do prédio que ainda existe na UFC do Benfica(CH 2), a conhecida torrinha onde funciona o C.A. da psicologia e a direita foto do intelectual cientista e filósofo João Miguel da Fonseca Lobo.)

Fontes: http://maladeromances.blogspot.com.br/2014/01/o-vaqueiro-chico-viana-e-o-einstein-do.html

http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=544663

O estado do Ceará no campo das ciências, não ficou nada a dever ao resto do país com relação as discussões científicas; as mesmas tivera bastante destaque por aqui no século XIX e início do XX. A astronomia e as ciências no geral, eram bastante discutidas por intelectuais da época. Vale ressaltar nomes que fizeram parte do instituto do ceará e da padaria espiritual como Antonio Teodorico da Costa, Hildebrando Pompeu de Sousa Brasil, Otacílio de Azevedo, Rodolfo Teófilo e também um intelectual pouco conhecido do público, mas que deveria ser lembrado porque em sua época, elaborou e previu teorias que mais tarde o próprio Einstein veio a formular (1905) e ter sua comprovação inicial em 1919 em Sobral. Trata-se de "João Miguel da Fonseca Lobo", que, devido as suas ideias, ficou conhecido na época como o "EINSTEIN CEARENSE" como descreve seu bisneto Newton Lobo:


Há mais de cem anos, dissertando o astrofísico cearense Fonseca Lobo acerca da formação dos sistemas planetários, asseverou, com precisão matemática, através duma ótica cosmológica insólita para a época (sequer existia o termo astrofísica), que "os planetas se formam a partir de partículas tenuíssimas de cores variadas. ... Num movimento oscilatório da periferia para o centro e do centro para a periferia, como se atraindo e se repelindo ao mesmo tempo". Cem anos após(1995), o poderoso telescópio espacial Hubble fotografou mais de 150 estrelas em formação. Constatando a existência de discos de poeira e gás em torno dessas jovens estrelas (um milhão de anos).

                                                                                                                         (Newton Lobo op. cit.)

Esse pensamento para a época, enquanto a ciência se desenvolvia, foi bastante revolucionário. Fonseca Lobo segundo sua biografia, enriqueceu indo para a Amazônia, e ao voltar para o Ceará, adquiriu muitas terras na Região Metropolitana e em Fortaleza. Seu local de moradia na área urbana era próximo às propriedades da família Gentil a conhecida "Villa Angelita", da qual ainda resta a "torrinha" no centro de Humanidades II onde hoje abriga o C.A. da Psicologia.

Fonseca Lobo foi membro do Instituto Histórico e Antropológico o Ceará e é citado em várias publicações da revista do instituto.
Publicou algumas obras como:

"A Camponesa”

"A Velha Macrobiana"

"A Hipotipose do Mundo"

Fonseca Lobo como muitos cientistas e intelectuais da época, era ligado ao espiritismo, assim como foi o astronomo "Camille Flamarion".Muitos intelectuais do começo do século em suas obras e como filosofia de vida pessoal, adotaram o Kardecismo como algo que os ajudavam a pensar além. Há quem formule a hipótese de que cientistas como eles não ficaram mais conhecidos justamente porque em suas obras havia pensamentos e ligações com a doutrina espirita.

Aí vocês me perguntam: Fonseca Lobo fazia observações astronômicas na torrinha? Bom, segundo Newton Lobo, muito provavelmente ele usava sim a torrinha para observações.


"Realmente a torrinha era usada para observações, creio que ainda há uma Rosa dos Ventos no teto, naturalmente usada para determinação dos pontos cardeais, o que seria um auxílio para a observação do céu, não sei se a olho nu ou através de um pequeno telescópio".

                                                                                                                            (Newton Lobo op. cit.)

Ele cita que lá havia inclusive uma rosa-dos-ventos no seu terraço para determinação dos pontos cardeais, assim como foi feito no Observatório do professor Claudio Pamplona (OAHE)-Observatório Astronomico Herchel-Einstein.
Ainda há muito o que pesquisar sobre esse cientista tupiniquim. Convido com esse pequeno texto, aos curiosos e pesquisadores de plantão, a pesquisarmos mais detalhes, e também a resgatarmos o patrimônio histórico que é a torrinha da UFC que a cada dia que passa, vem se deteriorando cada vez mais. Pesquisemos e preservemos nossos prédios históricos. Eles tem muita história para contar.



Por: George Yure de A. Castro, professor e membro fundador do CASF(Clube de Astronomia de Fortaleza)

Nenhum comentário: